Apoio de Amigos e Família

Amigos, Família e Apoio

Arranje um grupo de pessoas em quem você pode realmente confiar. Amigos, família, postadores nos foros da internet, quem quer que possa ser.

Se você alguma vez precisou de um teste real para saber quem é seu amigo de verdade, aqui está.

amigos

É óbvio, mas você não deveria passar muito tempo sozinha. É doloroso a princípio sair com amigos porque você se sente completamente vazia, com o coração partido e entorpecida. Tudo que você quer fazer é estar com o seu ex-, e se você não pode estar com ele/ela, então tudo que você quer fazer é falar sobre ele/ela.

Mas passar tempo com os outros, contando com eles para muito apoio e desabafo, é crítico.

As amizades externas enfraqueceram durante o relacionamento

Um grande problema para muitas pessoas é que elas essencialmente desistiram de sua rede social anterior durante o relacionamento.

O ex- tornou-se o centro de seu mundo em detrimento das amizades que eles tinham antes. Então pode ser um pouco difícil reaproximar-se agora daqueles mesmos amigos que você deixou de lado e pedi-los por ajuda na sua lamentação. Mas a vida é assim, e um bom amigo estará lá para você, não importa a situação. Mais uma vez, o período seguindo um rompimento ou divórcio vai realmente testar quem é o seu verdadeiro amigo.

Mas dito isto, prossiga com cautela ao aproveitar toda a paciência e tolerância de cada amigo e membro da família.

Você vai querer falar muito sobre o seu ex-, o relacionamento e a sua dor. É natural. E é bom botar pra fora. Mas ninguém no planeta pode aguentar te ouvir tanto quanto você quer falar sobre isto.

Para você, parece perfeitamente compreensível querer repassar cada detalhe do seu relacionamento de novo e de novo e chorar e sentir-se miserável todas as horas do dia, mas ninguém pode suportar muito isto. Ninguém.

Isto realmente vai forçar as coisas, não importa quão bom seja o laço de amizade ou familiar, e a última coisa que você quer depois de perder o seu ex- é prejudicar a sua conexão com os amigos e família.

amigas

Nos primeiros dias depois do rompimento, definitivamente confie nos amigos íntimos. Se você puder ficar na casa de alguém, ou eles puderem vir ficar com você, tanto melhor; as primeiras noites sozinha vão ser realmente, realmente duras.

Pelas próximas poucas semanas após o rompimento, os seus amigos mais chegados e a família podem provavelmente aguentar até algumas horas por dia ouvindo você. Depois disso, até mesmo eles precisam ser poupados.

A melhor ideia é fazer um revezamento do seu apoio. Fale com uma pessoa um dia, depois fale com outra pessoa no dia seguinte, e assim por diante.

Quanto qualquer pessoa pode aguentar depende de todos os fatores óbvios envolvidos: quão íntimos vocês são, quanto tempo eles têm, sua própria situação pessoal, seu nível de empatia, quão bem eles conheciam o seu/a sua ex-, etc. Mas, como regra geral, uma vez que tenha passado um mês desde o rompimento, você realmente deve tentar limitar as suas sessões de desabafo a não mais que uma vez por semana com qualquer dado amigo.

Reveze o apoio

É por isso que é tão importante fazer um revezamento com o seu grupo de apoio. Você evita pôr um fardo pesado demais em uma pessoa só, mas você pode ter alguém para falar todo dia.

Os foros da internet são uma ferramenta muito útil também, porque você pode escrever e postar tanto quanto quiser, e somente as pessoas interessadas responderão. Como oposto à vida real, na internet você (comumente) nunca saberá quando está escrevendo demais e chateando alguém.

Só tenha em mente que postadores nos foros de rompimento geralmente são outras pessoas que foram rejeitadas recentemente e estão angustiadas, então a sua solidariedade é muito útil, mas elas definitivamente tendem a ter uma visão muito fortemente moldada por suas próprias experiências.

Mas com todas as ótimas maneiras que os amigos, família e outros no seu grupo de apoio podem ajudar a você, um bom conselho é aceitar todos os conselhos (inclusive o meu) com certa reserva.

Você vai ouvir muitos conselhos, já que todo o mundo se considera um perito em amor, relacionamentos e rompimentos. Só lembre que toda pessoa junta a sua própria experiência ao todo e vê a situação através de seus próprios olhos, então use o seu próprio julgamento quanto ao que funciona para você.

amigos

Uma outra opção a considerar é terapia, particularmente se você tiver outras questões a lidar além de somente o rompimento. Um bom terapeuta poderia ser melhor que um amigo ao dar conselhos objetivos, tendo a experiência para ajudar a ver a realidade da situação e parar de se enganar, convencer você do seu próprio valor, e ajudar a levar você para a melhor trajetória da recuperação e a mudança. E o legal é que o terapeuta é obrigado a lhe ouvir, diferente dos seus amigos. Muitas pessoas se beneficiam dos serviços de um terapeuta.

Se você achar que isto pode ajudar, consulte-se com vários e ache aquele que se adapta a você e que você confia, mas que lhe impulsiona a melhorar e não simplesmente lhe diz o que você quer ouvir. Mas lembre-se, terapia não é necessária para a cura e não é uma pílula mágica para qualquer caso, então não se sinta pressionada a procurar por ela e não fique se esperneando se não puder pagar por ela ou simplesmente não quiser.