Vingança

Vingança

Não importa o que o seu/sua ex- lhe fez, não faça nada por vingança. É sempre melhor fazer a coisa certa mesmo não sendo fácil e ser uma pessoa melhor.

Se você quiser, você pode pensar nisso como carma, e o que quer que o/a ex- tenha feito de ruim eventualmente voltará direto para ele/ela. A vida não é exatamente certinha assim, e infelizmente as pessoas se safam ao fazer coisas bem horríveis e não sofrem consequências diretas. Mas alguém que continuamente trate mal os outros eventualmente recebe o que merece.

Você também pode pensar que descer tão baixo para cometer qualquer ato de vingança é sujar a si mesma. Você é melhor que isto. Se o seu desejo por vingança for por que o seu ex- fez algo ruim a você, então lembre-se que você é melhor que isto e você não quer estar neste nível.

Fantasias de vingança só prolongam a sua dor.

Para mim, a razão mais contundente para não partir para as fantasias de vingança é o mesmo tema que eu tenho repetido várias vezes neste guia. No momento que o seu ex- rompe com você, todo o seu foco deveria estar em VOCÊ, na SUA cura, na SUA vida e no SEU futuro.

Qualquer hora que você passe fantasiando cenários de vingança com o ex- é prolongar a sua dor. Parece bom, quase como uma droga, pensar em fazer isto ou aquilo com o seu ex-. Mas a realidade é que não faz diferença para VOCÊ, isto não vai ajudar a VOCÊ. Isto só mantêm você focada no ex-, desperdiça tempo que você deveria estar gastando com si mesma, e se você realmente for em frente e fizer algo irá muito provavelmente se sentir vazia.

Há um clichê que a melhor vingança contra o seu ex- é viver bem. Há alguma verdade nisso.

Mas para mim, mesmo que este ditado esteja essencialmente errado porque o foco ainda está no/na ex- e fazer melhor que ele/ela. Ele ainda representa sentimentos de algum tipo que você tem com relação ao seu ex-, e isto é errado. É importante enfatizar para si mesma que não há competição entre você e o ex- para conseguir um novo parceiro ou parceira, ter uma vida melhor, ou ganhar mais pontos em alguma escala imaginária de felicidade.

venganza

Repetir nunca é demais: nada sobre o ex- importa. É tudo sobre você.

Algum dia, esperemos que mais cedo que mais tarde, você terá verdadeiramente terminado com o ex-.

E quando você fizer isto, você perceberá que a vingança, competição e comparações não têm sentido.

O oposto de amor é indiferença

Ódio, desejo de vingança, escárnio, amargura; tudo isto ainda é sentimento e emoção sobre o seu ex- e distração do seu foco de onde ele deveria estar: em VOCÊ.

Quando você estiver completamente curada, você terá o que é o verdadeiro oposto de amor: indiferença. O que o seu ex- está fazendo, que novo relacionamento romântico ele ou ela tem... Nada disto importa para você mais que simples curiosidade sobre alguém do seu passado.

Você não treme ao dizer o nome dele/dela, você não fica assustado/a em topar com ele/ela, o pensamento dele/dela com um/a novo/a parceiro/a já não causa uma onda de emoções.

É só uma memória do seu passado.